Sem categoria 18/12/2013 05:14

O que pensam (e fazem) os jornalistas da era digital

Por fatorrrh_6w8z3t

Mais de 500 jornalistas participaram de um estudo global, com o objetivo de mapear o jornalismo no meio digital.
Os profissionais de 14 países – Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, China, Espanha, EUA, França, Índia, Itália, Nova Zelândia, Reino Unido, Rússia e Suécia – responderam questões referentes ao tema.
Os participantes brasileiros correspondem a 10% dos entrevistados para a pesquisa. Destes, 68% são editores e trabalham em veículos como jornais, revistas, TV, rádio, sites de notícias, blogs, comunidades e agência de notícias.
A sexta edição da pesquisa realizada pela Oriella PR Network, representada pela Vianews Comunicação Integrada na América Latina, foi divulgada na semana passada.
Entre os destaques do estudo está a presença de jornalistas ativos no Twitter.
A inserção da imprensa na rede social é maior que 50%. No Brasil, 80% dos profissionais que responderam a pesquisa também estão na rede social para buscar notícias.
O Facebook mantém a mesma porcentagem de adesão dos jornalistas.
O Google Plus também disputa a preferência dos brasileiros. Mais de um terço dos participantes da pesquisa tem uma página pessoal na rede social.
Mesmo com as mudanças tecnológicas, o princípio de checar as informações com especialistas permanece. Em todos os países, fontes como analistas e acadêmicos do setor são as primeiras a serem consultadas segundo os participantes. No Brasil, agências de notícias e assessoria de imprensa foram citadas como as principais para validação.
Audiência
A audiência foi um dos tópicos abordados pelo estudo. Jornalistas mostraram sua descrença em relação à monetização das publicações digitais. Dos entrevistados, 20% acreditam que a versão online tem lucro maior do que a impressa.
A métrica digital é o principal para mensurar a eficiência do meio.
Jornalistas da França, da China, dos EUA, do Canadá e do Brasil consideram que suas maiores audiências já estão no ambiente digital.
A publicação no online tem se tornado um catalisador para o novo padrão de notícias.
No Brasil, 44,2% dos entrevistados não se preocupam com a versão na qual seu artigo será publicado e 53% dos participantes disseram que passaram a focar mais em matérias exclusivas.
Os profissionais brasileiros (46,5%) afirmam que estão produzindo mais conteúdo nos últimos tempos.

Deu em Meio&Mensagem
Ricardo Rosado de Holanda


Descrição Jornalista