Sem categoria 10/11/2013 08:40

Ficar bêbado é a meta de 56% dos frequentadores das baladas

Por fatorrrh_6w8z3t

bebado-nopatioFicar bêbado é o objetivo de 56% dos baladeiros que vão a casas noturnas na cidade de São Paulo.
Entre esse público, índice quase igual (57%) diz já ter pego carona com alguém embriagado na saída das baladas.
Os dados, colhidos neste ano, fazem parte de estudo obtido pela Folha sobre hábitos de consumo e comportamento nas baladas paulistanas, feito pelo Cebrid (Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas), da Unifesp.
Do funk ao sertanejo; de casas noturnas frequentadas pela classe AAA a locais de rock e música eletrônica, passando por noitadas GLS, 2.422 pessoas foram entrevistadas em 31 casas noturnas.
Feito pela pesquisadora Zila Sanchez, o estudo constatou que um terço dos frequentadores praticam o “binge drinking”, ao tomar quatro ou cinco doses de bebida em poucas horas. Vodca, cerveja e uísque, pela ordem, são as bebidas preferidas.
Homens são os maiores adeptos do “binge”, 53%; entre mulheres, 47% beberam muito em pouco tempo.

Ricardo Rosado de Holanda



-

Descrição Jornalista