Sem categoria 27/08/2013 14:54

Um projeto, um pacto, um novo RN

Por fatorrrh_6w8z3t

“Não precisa de ciências para demonstrar que o governo está passando por uma crise econômica.
Já a crise política é tão grave que a essa altura não pode ser resolvida só pelos agentes eleitos. Tem que ser enfrentada por todos que tem representatividade no Rio Grande do Norte. Temo muito que não se tenha um clarão para encontrar o caminho”.
A frase é do deputado estadual José Dias e ultrapassa o rame-rame da mera questão político eleitoral e da eleição que se avizinha.
Finalmente alguém, mesmo na oposição, percebe e verbaliza que há uma crise do Estado e não somente do Governo.
Uma voz que, sem eleger culpados ou responsáveis (a fila seria enorme) alerta para o perigo que atravessa o RN.
É uma obra coletiva e não há um solista. São muitos.
É claro que há questões na gestão, na fraqueza de não promover um enxugamento da máquina administrativa e, principalmente, no relacionamento político com as lideranças, servidores, demais poderes e instituições.
Não há fórmula capaz de retirar o Estado deste emaranhado de interesses se não for posto em prática um novo pacto.
Político, administrativo, funcional e que todos, nas suas devidas responsabilidades, possam abrir mão de privilégios e adiar desejos e sonhos.
O RN precisa mais do que nunca das suas lideranças.
Um pacto que precisa ser construído e efetivado antes das eleições, em cima de um projeto de salvação estadual.
Um projeto de desenvolvimento e modernidade.
Todos são responsáveis.
Pois todos temos a nossa parcela de culpa.

Ricardo Rosado de Holanda



-

Descrição Jornalista