Sem categoria 12/06/2013 05:22

AL discute verbas para a saúde em 2014

Por fatorrrh_6w8z3t

Ao final das discussões da audiência pública sobre as recomendações feitas no relatório da auditoria operacional do Tribunal de Contas do Estado na rede hospitalar pública, a mesa diretora dos trabalhos decidiu que vão ser feitos encontros para a discussão de Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO, que já tramita na Assembleia Legislativa e o Orçamento Geral do Estado de 2014, para conhecimento das verbas que vão contemplar o setor de Saúde do Estado.

Coordenada pelo seu propositor, deputado Fernando Mineiro (PT) e realizada na noite desta terça feira, os participantes da audiência fizeram um amplo debate do relatório e as suas sugestões para corrigirem os problemas da rede hospitalar pública.
No trabalho, encaminhado ao governo do Estado foram identificados, entre outras distorções a ausência de planos de saúde, estudos e diagnósticos regionais atualizados, deficiência no quadro de servidores, instalações inadequadas ou precárias, baixa capacidade instalada ou com pouco aproveitamento e parque tecnológico desatualizado.
O trabalho também identificou índices baixos e críticos de resolutividade nos hospitais da SESAP. No tocante à eficiência, à exceção do de Caraúbas, todos foram considerados ineficientes.
Quanto à força de trabalho das unidades hospitalares, as observações dos técnicos do TCE consideram que a falta de servidores é uma das principais alegações para o mau desempenho nos serviços prestados na rede pública do Estado. No entanto, a auditoria operacional identificou “elevado valor com uso indevido e indiscriminado em plantões eventuais na rede da Secretaria”.

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista