Sem categoria 14/04/2013 06:16

Eu acuso

Por fatorrrh_6w8z3t

Por François Silvestre.
Eu acuso.
O senhor Promotor Público Eudo Leite mentiu expressa e publicamente sobre mim. Ele disse que eu assinei “ordens de pagamentos” no Foliaduto.
Mentira.
Eu acuso e desafio o senhor promotor.
Se o senhor ou seu colega do TCE mostrar, pela imprensa, um único documento, um só, no processo do Foliaduto, que tenha minha assinatura eu pedirei exoneração do cargo de Procurador do Estado.
Apareceu uma “assinatura” minha numa ordem de trinta e cinco mil reais, que submetida à averiguação pericial ficou comprovada a falsificação.
Há inúmeras assinaturas de outros servidores sobre o carimbo com o meu nome. Assinaturas que os referidos servidores não negam. Pois tinham competência legal para o fazerem.
Essas assinaturas estão em vários processos no TCE, já observadas por mim e por meus advogados. E em muitos processos com trâmite naquela Casa de Contas eu fui sequer notificado.
E noutros a notificação está assinada por outra pessoa.
Outra mentira: O promotor diz que não há assinatura da ex-Governadora Wilma de Faria. Há sim, inclusive Ad Referendum do Conselho de Economia do Estado. Está nos autos. Eu vi. Não foi suficiente para incriminá-la, mas está lá. Digo e provo.
Eu não assinei nada, naquele processo. Tudo que soube dele foi após a divulgação pela imprensa.
O Doutor Fernando Vasconcelos, chefe da Procuradoria do Patrimônio, na época, declarou publicamente: “Não há nada nem nos documentos nem nos depoimentos que incrimine o Presidente da Fundação José Augusto François Silvestre de Alencar.
Portanto senhor Promotor, tá lançado o desafio. Prove que não mentiu e mostre assinatura minha no processo do Foliaduto. Seja em processo civil, criminal ou do TCE.
A menos que o senhor promotor desminta o jornal.
Caso contrário, tá provado: Os senhores mentem!
Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista