Pandemia 13/06/2022 08:00

Estudo indica possível transmissão de Covid-19 de gato para humano

Animal teria espirrado no rosto de veterinária ao ser submetido a um teste RT-PCR na Tailândia, segundo artigo

Um artigo de cientistas da Universidade de Medicina Príncipe de Songkla, na Tailândia, indicou que uma veterinária pode ter sido contaminada pelo coronavírus após contato com um gato que testou positivo para a Covid-19.

O caso ocorreu em agosto de 2021, na cidade de Songkla, e pode ter sido a primeira transmissão documentada de coronavírus de um gato para um humano.

O contato teria acontecido após o gato espirrar na veterinária, que estava fazendo um exame de Covid-19 no animal. Ela usava uma máscara N95 sem proteção facial ou óculos, diz o estudo, que aponta a possibilidade de a transmissão ter ocorrido pela superfície ocular da mulher.

Os dois tutores do gato, pai e filho que moravam em Bangcoc, haviam testado positivo para Covid-19 e acabaram internados no hospital de Songkla.

O animal, então, foi encaminhado à unidade veterinária para ser testado.

No momento do teste RT-PCR, com a utilização de um swab nasal, o gato, sedado, espirrou no rosto da veterinária. O resultado do teste confirmou que o animal estava contaminado, com alta carga viral no momento do exame, e a mulher passou a ter sintomas da doença – posteriormente confirmada – três dias após o procedimento.

Como a veterinária não teve nenhum outro contato próximo com pacientes diagnosticados com Covid-19, e o sequenciamento genômico indicar que as infecções dos tutores, do animal e da mulher estavam epidemiologicamente relacionadas, a conclusão foi que ela provavelmente contraiu o vírus no momento do teste.

O estudo foi publicado em uma revista do Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC).

“Em resumo, fornecemos evidências de que os gatos podem transmitir a infecção por Sars-CoV-2 a humanos. No entanto, a incidência deste método de transmissão é relativamente incomum devido à curta duração (média de 5 dias) dos gatos que excretam vírus viáveis”, diz o artigo.

Os cientistas concluem com a recomendação para que pessoas com suspeita ou confirmação de Covid-19 evitem contato com seus gatos. Eles também aconselham a proteção ocular para cuidadores no momento de interação com gatos suspeitos de infecção.

Deu em CNN

Ricardo Rosado de Holanda



-

Descrição Jornalista