Governo do Estado 01/10/2021 06:37

Governadora encerra agenda em Mossoró com ação que fortalece agricultura e pesca

Em solenidade realizada na reitoria da UERN, na tarde desta quinta-feira (30), a governadora Fátima Bezerra fez um balanço dos três dias de instalação da sede do Governo do Estado em Mossoró, que culminou com uma importante ação de fortalecimento da agricultura familiar e pesca artesanal, ao mesmo tempo em que envolveu o aspecto social por meio da valorização de internas que estão produzindo mudas de cajueiro precoce, em uma ação coordenada pelas secretarias de Administração Penitenciária (Seap) e Agricultura e Pesca (Sape).

Em solenidade realizada na reitoria da UERN, na tarde desta quinta-feira (30), a governadora Fátima Bezerra fez um balanço dos três dias de instalação da sede do Governo do Estado em Mossoró, que culminou com uma importante ação de fortalecimento da agricultura familiar e pesca artesanal, ao mesmo tempo em que envolveu o aspecto social por meio da valorização de internas que estão produzindo mudas de cajueiro precoce, em uma ação coordenada pelas secretarias de Administração Penitenciária (Seap) e Agricultura e Pesca (Sape).

Na mesma ocasião, foi firmado convênio com a Colônia de Pescadores de Areia Branca para capacitar pescadores e seus familiares.

“A agenda em Mossoró superou as nossas expectativas, principalmente quanto ao nosso objetivo maior que é nos aproximar cada vez mais do povo. Nossa palavra é gratidão a todos e todas que mais uma vez nos receberam tão bem. Foram três dias de muito trabalho, cuidado e respeito a vocês, tendo como foco o desenvolvimento do Rio Grande do Norte”, declarou Fátima Bezerra.

Ela relacionou as diversas ações implementadas nesse período nas áreas de Saúde, Educação, Assistência Social, Agricultura Familiar, Habitação e, principalmente, a sanção da Lei Estadual 10.998/21, que garante a soberania da comunidade acadêmica da Uern na escolha dos reitores, e o anúncio do envio do projeto de lei que prevê autonomia financeira à universidade estadual, no dia em que completou 53 anos de fundação.

O Governo do Estado anunciou a entrega de oito mil mudas de cajueiro precoce para agricultores da região Oeste do Rio Grande do Norte, que tiveram as plantações dizimadas pela seca.

O secretário adjunto da Sape, Marcelo Júnior, destacou a importância da ação, que oferece condições aos produtores de retomar a cajucultura com custo mínimo. “Cada cajueiro leva em média cerca de seis anos e o cajueiro precoce leva cerca de dois anos, diminuindo em até 70% o tempo necessário para colheita”, explicou.

Produzidas por internas da Penitenciária Agrícola Doutor Mário Negócio, através do projeto “Cultivando a cidadania”, em parceria com a Vara de Execuções Penais no município e a Emater, as mudas estão sendo direcionadas a produtores de Mossoró, Baraúnas, Grossos, Upanema, Serra do Mel, Apodi, Felipe Guerra, Caraúbas e Triunfo Potiguar.

A meta, segundo o secretário da Seap, Pedro Florêncio, é produzir mais 12 mil mudas até o final do ano. “Esse projeto resgata a cidadania e a dignidade das mulheres privadas de liberdade e dá à Penitenciária Mário Negócio a destinação para qual ela tem vocação: a agricultura”, explicou o secretário.

Deu no Portal do Governo do RN

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista