Servidores públicos 28/10/2020 06:19

Dia do Servidor Público: temos algo a comemorar?

Fórum Estadual dos Servidores explica porque a data exige respeito e não festividades; Entidades sindicais farão live nesta quarta-feira às 18h.

Em nota, o Forum dos servidores públicos do Estado diz que o Dia do Servidor não é motivo para comemorações.

Diz a nota:

O dia 28 de outubro é dedicado a todos os servidores públicos.

Essa data deveria ser um momento de celebração e homenagem, mas diante das ações do governo, nós funcionários públicos do RN, nada temos a comemorar.

Uma breve conversa com qualquer categoria que representa o Fórum Estadual dos Servidores mostra situações em comum entre todos: ataques a direitos, arrocho salarial, reivindicações não atendidas, folhas não pagas, só para citar alguns exemplos de como somos tratados pelo governo.

Logo nós que servimos a sociedade em hospitais, escolas, escritórios e demais repartições públicas espalhadas por todas as regiões do Rio Grande do Norte. Estamos em todos os 167 municípios, fazendo o Estado funcionar. Somos guerreiros e guerreiras que, faça sol ou faça chuva, levantamos diariamente com a nobre tarefa de servir. Nenhum governo exerce seu papel sem a presença dos servidores públicos.

Apesar de termos o orgulho estampado nos rostos pela nossa função social, batemos de frente com um governo que não reconhece nossa importância, não meça nosso valor. Principalmente nesse momento tão dramático, diante de uma pandemia que afeta toda a sociedade.

Tão importantes, os servidores da saúde do RN não tiveram suas reivindicações completamente atendidas pelo governo. Até agora não houve a atualização do Plano de Cargos, Carreiras e Salários. Mais do que isso, os profissionais que estão na linha de frente contra a Covid-19 buscam condições dignas de trabalho. Necessitam imediatamente de equipamentos de proteção individual e coletiva adequados para prestar o melhor serviço à população.

Em plena pandemia, o governo do RN demorou mais de dois meses para sentar à mesa com os servidores da saúde. A falta de diálogo não é exclusividade da categoria. Todos os sindicatos que representam o Fórum Estadual dos Servidores sofrem com a ausência permanente do governo perante as entidades sindicais. Esse fechamento de portas é apenas uma das ações que desvalorizam o funcionalismo público.

Responsável por formar quase 50 mil profissionais que atuam em todo o Rio Grande do Norte, a UERN é outro exemplo do descaso Poder Público. Um espaço que deveria ser de ensino e da propagação de conhecimento está entregue à sua própria sorte, sem oferecer condições básicas aos funcionários da universidade. Muitas vezes, os servidores levam de suas casas utensílios básicos do dia-a-dia de trabalho, como: papel, impressora, computador, até mesmo ventilador para aguentar o calor das salas de aula.

Fonte: Assessoria

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista