Brasil 16/07/2020 10:21

Ministro Paulo Guedes diz que a reforma tributária está pronta

O ministro Paulo Guedes (Economia) disse nesta 4ª feira (15.jul.2020) que a 1ª parte da proposta de reforma tributária do governo está pronta e será enviada ao Congresso em breve.

O ministro Paulo Guedes (Economia) disse nesta 4ª feira (15.jul.2020) que a 1ª parte da proposta de reforma tributária do governo está pronta e será enviada ao Congresso em breve.

Falou que está “esperando o processamento político”.

“O importante é que estamos de volta aos trilhos e vamos retomar toda a agenda.”

De acordo com o ministro, o texto propõe a criação de uma contribuição de 0,2% sobre pagamentos. A taxa seria aplicada, sobretudo, às compras no comércio eletrônico. A medida aproveitaria o avanço das vendas digitais. Mesmo com a crise, a Receita Federal registrou alta de 10,3% nas vendas por meio de notas fiscais, na comparação com o ano anterior, com média diária de R$ 23,9 bilhões.

Segundo o ministro, ao aumentar a base de tributação com o novo imposto, o governo conseguiria desonerar a folha de pagamento. Para Guedes, isso irá incentivar a criação de empregos e melhorar o ambiente de negócios.

“Isso aqui é 1 manicômio tributário. Tem imposto demais. Criou-se 1 inferno. Quem tem poder político consegue desoneração. Quem tem poder econômico prefere ir para a Justiça e pagar R$ 100 para 1 escritório de advocacia do que para a Receita Federal. E tem, o que eu brinco, os trouxas, que somos nós todos que pagamos impostos”, disso o Guedes ao programa Os Pingos Nos Is, da rádio Jovem Pan.

“Nós condenamos 38 milhões de brasileiros à produtividade baixa, salários baixos. Eles foram expulsos do mercado de trabalho formal. Por isso eu digo sempre que temos que desonerar a folha de pagamento. Esse imposto sobre comércio eletrônico e negócios digitais é exatamente para permitir a desoneração da folha de pagamento ou trabalhar com 1 imposto de renda mais baixo.”

Deu em Poder360

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista