Forças Armadas 28/05/2020 11:00

General Heleno: “Ninguém está pensando em intervenção militar”

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, afirmou nesta quinta-feira que uma intervenção militar "não resolve nada" e "ninguém está pensando nisso" dentro do Governo a jornalistas no Palácio da Alvorada, segundo o jornal O Globo.

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, afirmou nesta quinta-feira que uma intervenção militar “não resolve nada” e “ninguém está pensando nisso” dentro do Governo a jornalistas no Palácio da Alvorada, segundo o jornal O Globo.

“Intervenção militar não resolve nada. Ninguém está pensando nisso. Não houve esse pensamento nem da parte do presidente, nem da parte de nenhum dos ministros. Isso só tem na cabeça da imprensa. A imprensa está contaminada com isso, não sei por que”, disse ele. Os questionamentos surgiram depois da nota em que Heleno citou “consequências imprevisíveis” caso o celular do presidente Jair Bolsonaro fosse apreendido. “Eu não citei o nome do ministro Celso de Mello, não citei o nome do procurador-geral. Fiz uma nota simplesmente genérica e houve uma distorção”, se defendeu o ministro.

Para ele, as manifestações dos apoiadores do presidente que pedem uma intervenção das Forças Armadas são isoladas e “absolutamente irresponsáveis”. “Podem falar o que quiser, podem prever um regime soviético no Brasil. Não tem nada a ver. A manifestação é livre, espontânea, permitida”, pontuou ele.

Deu em El País

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista