Brasil 03/05/2020 09:32

Para dono do BarraShopping, governadores são “tiranos” e o fechamento do comércio é uma “loucura generalizada”

O grupo Multiplan tem 19 Shopping Centers no Brasil, dentre eles o BarraShopping e o Village Mall. É dirigido por seu fundador, José Isaac Peres desde sua fundação, em 1975. Peres, durante uma teleconferência com investidores e analistas do mercado, fez duras críticas aos governadores, falando na existência de “27 ditaduras“, em óbvia referência aos 27 estados brasileiros.

O grupo Multiplan tem 19 Shopping Centers no Brasil, dentre eles o BarraShopping e o Village Mall. É dirigido por seu fundador, José Isaac Peres desde sua fundação, em 1975.

Peres, durante uma teleconferência com investidores e analistas do mercado, fez duras críticas aos governadores, falando na existência de “27 ditaduras“, em óbvia referência aos 27 estados brasileiros.

Na conferência, que ocorreu dia 30 último, Peres criticou duramente muitas medidas de isolamento social imposta por prefeitos e governadores, que buscam com a quarentena combater a pandemia do novo coronavírus, em obediência às praxes e orientações da Organização Mundial de Saúde.

Jose Isaac Peres afirmou que “os shoppings foram fechados arbitrariamente na metade de março”, adicionando que “curiosamente o presidente não manda mais”, referindo-se a Jair Bolsonaro (sem partido). “Temos 27 governadores que atuam como se fossem presidentes e cerca de 6 mil prefeitos que são como subpresidentes”, criticou, indignado.

Mostrou inquietação com o que chamou de tirania dos governadores. Ao mesmo tempo, sugeriu que o país adote o chamado isolamento vertical, propondo que apenas quem faz parte dos grupos de risco (idosos e comorbidades) deveria fazer a quarentena.

Para o empresário, um dos mais conhecidos operadores de centros comerciais do país, “razões políticas” estariam orientando as decisões de isolamento tomadas por autoridades.

Demonstrando revolta, chamou as medidas tomadas por estados como o Rio de Janeiro de “loucura generalizada“, e completou dizendo que a “pandemia se tornou um pandemônio“, e que as pessoas estão “aprisionadas”.

A revista seu dinheiro, especializada em finanças, afirmou, em artigo, que “as medidas de isolamento social impostas por governos municipais e estaduais a partir de março cobraram seu preço nos resultados da Multiplan, que teve queda nas vendas e nas receitas de aluguel pela primeira vez desde a sua abertura de capital“. Talvez seja esta a causa da indignação do empresário.

O DIÁRIO já noticiou algumas decisões do Tribunal de Justiça fluminense, em que lojistas recebem descontos nos aluguéis e até nas taxas de condomínio e publicidade de Shoppings da cidade.

Os descontos por ordem da justiça chegam a 70%, entendendo os tribunais que sem receita, os lojistas não teriam condição – e nem razão – para fazer os pagamentos aos donos dos shoppings.

Deu em Diário do Rio

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista