Saúde 09/03/2020 11:11

Itália impõe quarentena a 16 milhões de pessoas para conter o coronavírus

IO governo da Itália anunciou uma série de medidas drásticas para conter o avanço do novo coronavírus. No domingo (8.mar.2020), o primeiro-ministro do país, Giuseppe Conte, assinou 1 decreto que colocou em quarentena a maior parte do norte do país, impondo restrições ao deslocamento de pelo menos 16 milhões de pessoas.

O governo da Itália anunciou uma série de medidas drásticas para conter o avanço do novo coronavírus.

No domingo (8.mar.2020), o primeiro-ministro do país, Giuseppe Conte, assinou 1 decreto que colocou em quarentena a maior parte do norte do país, impondo restrições ao deslocamento de pelo menos 16 milhões de pessoas.

A medida representa o esforço mais abrangente fora da China para conter o avanço da doença. A Itália é o 3º país mais afetado pelo novo coronavírus, depois da China e da Coreia do Sul. O governo italiano já registrou mais de 7,3 mil casos de contaminação e 366 mortes.

Além de isolar o norte do país, o governo de Conte ordenou o fechamento de cinemas, museus, teatros e piscinas públicas em todo o território italiano. O fechamento desses locais, assim como a quarentena no norte, deve valer até pelo menos 3 de abril. Empresas também foram orientadas a permitir que seus funcionários possam trabalhar de casa.

Um dos principais destinos turísticos do país, Veneza ficou vazia devido ao surto do novo coronavírus.

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista