20/12/2019 07:29

MPF denuncia Presidente da OAB por calúnia contra Moro

O Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF-DF) apresentou uma denúncia contra o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, por declarações dele em relação ao ministro da Justiça, Sérgio Moro.

O Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF-DF) apresentou uma denúncia contra o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, por declarações dele em relação ao ministro da Justiça, Sérgio Moro.

O órgão acusa o jurista de calúnia contra o ministro e pede seu afastamento do cargo.

De acordo com o documento enviado pelo MP à Justiça, Felipe afirmou, em entrevista a jornalista Mônica Bérgamo, do jornal “Folha de S. Paulo”, que Moro “usa o cargo, aniquila a independência da Polícia Federal e ainda banca o chefe de quadrilha ao dizer que sabe das conversas de autoridades que não são investigadas”.
O presidente da Ordem se referiu ao fato de Moro ter ligado para autoridades que supostamente tiveram seus celulares acessados por hacker, e ter dito, na ocasião, que o conteúdo apreendido pela PF durante as investigações, seria destruído. Durante as diligências sobre o hackeamento, a corporação aprendeu, na casa de Walter Delgatti Neto, um dos suspeitos pelo crime, conteúdos extraídos de conversas de autoridades por meio do aplicativo Telegram.
Em uma nota oficial, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio Noronha, confirmou que havia conversado com Moro por telefone e que ele o tranquilizou, afirmando que o material seria descartado.
Na ocasião, em entrevista ao Correio, o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou que não cabia a Sérgio Moro esta decisão, mas sim ao Poder Judiciário.
Em seguida, a PF informou que as conversas apreendidas seriam preservadas.-

Deu no Correio Braziliense
Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista