Cidades 10/11/2017 08:57

Camelôs permanecerão nas calçadas do Alecrim até janeiro de 2018

A rotina dos camelôs do bairro do Alecrim não sofrerá alterações até o dia 31 de janeiro de 2018. A decisão foi acordada nessa quinta-feira, 9, em reunião na Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, a Semsur.

Deu no Portalnoar
Por Ayrton Freire
A rotina dos camelôs do bairro do Alecrim não sofrerá alterações até o dia 31 de janeiro de 2018.
A decisão foi acordada nessa quinta-feira, 9, em reunião na Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, a Semsur.
“Nessa conversa que tive com eles (camelôs) decidimos que só começaremos o remanejamento deles no ano que vem porque agora, neste período, acontece o ápice do comércio, que são as vendas de fim de ano”, comentou o secretário da Semsur, Jonny Costa.
O titular da pasta da Prefeitura de Natal disse que até o fim desse prazo serão definidos os locais para onde os camelôs vão ser remanejados.
Além da definição, a expextativa é de que a construção desses pontos se inicie. Para isso, secretário e ambulantes esperam contar com a bancada federal do Rio Grande do Norte.
“São duas situações: a dos que trabalham nas calçadas e a de quem está no camelódromo. Para a primeira, a alternativa que parece mais viável é levá-los à conhecida Feira do Fogo. Os próprios trabalhadores dizem que lá há condições de abrigar os 382 camelôs que estão nas calçadas. A segunda questão a se equacionar é para onde levar os quase 400 que trabalham no camelódromo. Há duas alternativas: um terreno da prefeitura situado na Avenida 4 ou o prédio do antigo Detran, que é de posse do Governo do Estado”, explicou.
O vereador Sandro Pimentel (PSOL) participou da reunião ao lado de cerca de 10 camelôs.
Ele comemorou o resultado do encontro.
“Foi um momento importantíssimo. Esse prazo pode viabilizar muita coisa. Várias ideias surgiram hoje e esse tempo é justamente para materializar tudo isso”, comentou.

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista