Sem categoria 07/08/2013 16:01

Os "recados" de Ricardo Motta e da Assembleia

Por fatorrrh_6w8z3t

Uma lida no curto pronunciamento de hoje pela manhã do Presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Motta e anotações do repórter sobre fatos que antecederam o pronunciamento, dão uma noção mais precisa do que pensa o Poder Legislativo a respeito da crise pela qual passa o RN.
Ricardo Motta falou várias vezes em diálogo.
Há motivos ainda não revelados de que a irritação da Assembleia vai além dos cortes no seu orçamento. Segundo comentários na Casa a insatisfação aumentou pelo que os deputados consideraram falta de respeito e desatenção com o Poder.
Resumindo: deputados afirmaram que o Poder Executivo teria marcado e realizado uma reunião com o Poder Judiciário para acertar os cortes no Orçamento.
Mas “esqueceu” do Legislativo. Era fácil notar a irritação de alguns.
O Executivo, ao ser descoberto, teria tentando remarcar a conversa com a Assembleia.
Aí já era tarde demais e o colegiado exigiu a posição do Poder.
Nas palavras de Ricardo Motta, o protesto e o aceno de que a casa é a casa do diálogo.
Anotei algumas frases do discurso e os respectivos recados:
1- ˜Todos conhecem o meu temperamento sereno, sempre buscando e respeitando o diálogo como forma de se chegar ao consenso, ainda que a democracia seja soberana ao estabelecer vitórias e derrotas legítimas e sempre passageiras.
2-No nosso mandato sempre buscamos trilhar pelos caminhos do entendimento, do debate, do desarmamento de espíritos.
3-A Assembleia Legislativa sempre se colocou como mediadora e interlocutora nas discussões entre o Executivo e o Judiciário, o Ministério Público, o Tribunal de Contas, o funcionalismo, os segmentos atuantes da nossa coletividade.
4-Estamos sendo parceiros, temos colaborado, cortando na própria carne, mas é chegada uma hora em que o poder Legislativo tem que firmar sua posição de acordo com  as suas prerrogativas, sobretudo com a sua independência, sem confronto, mas defendendo sua liberdade.
5-O Poder Legislativo não pode concordar  com o decreto que estabeleceu corte linear no orçamento dos poderes. Falo em nome da Assembleia acima das minhas posições  políticas que não estão sendo colocadas nesta hora. Falo em nome da Casa. Da responsabilidade que tenho.
6-O fato é que a Assembleia Legislativa será sempre respeitosa, deixando claro o respeito que merece. É preciso discutir esse assunto sem soberba e respeitando a legitimidade de cada um.
7-Quero ressaltar a disposição pelo diálogo, mas este só acontece quando todos estão dispostos a interagir. É este o gesto que devo à Assembleia Legislativa, que, quero reafirmar, está acima de homens e mulheres passageiros
8-Reafirmo aos meus pares, aos servidores, à sociedade, aos poderes, que nós vamos exercer até a exaustão o diálogo, para que possamos construir o consenso que se aproxime do ideal.

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista