Sem categoria 15/05/2013 05:32

Petrobras preferiu fazer novas parcerias

Por fatorrrh_6w8z3t

Nacionalmente, a Petrobras foi a empresa que mais venceu lances, mas com novo perfil. Preferiu parcerias, especialmente nos blocos mais caros em alto mar, e abriu mão de ser operadora na maioria deles.
A maior ausência foi das empresas asiáticas, que não arremataram áreas, frustrando expectativas.
A OGX surpreendeu ao fazer várias ofertas, apesar de enfrentar uma crise de confiança e dificuldades para geração de caixa. Era da OGX o recorde anterior de valor pago por um bloco (R$ 344 milhões), mas apesar de ter sido ousada no passado a companhia não encontrou petróleo como esperava.
Uma parcial com oito das 11 bacias ofertadas mostrou que a petroleira levou 13 blocos, sendo dez sozinha.
A ANP ainda não fechou o balanço total do evento com blocos por empresa. As ações da OGX reagiram com uma alta de 5,39%.
O leilão também marcou a volta da ExxonMobil ao Brasil, com dois blocos. A estrangeira terá parceria com a OGX, o que o presidente do Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP), João Carlos de Luca, considerou “mostrar respeito” à empresa brasileira.
O resultado do leilão mostra o apetite das empresas e dá uma mostra da disposição que terão nas duas próximas rodadas deste ano, uma de gás, em outubro, e a do pré-sal, em dezembro.
Deu na Tribuna do Norte

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista