Comportamento 01/07/2022 08:50

Pesquisa na UFRN quer saber se ter dinheiro é mais atrativo para o “mercado de acasalamento”

A prática consumista é tema para embasar diversos estudos no campo do comportamento humano, buscando além da superficialidade dos fatores que envolvem a mídia e as táticas de propaganda, a pesquisa Efeito da Origem da Riqueza na Atratividade pretende avaliar possíveis alterações na percepção da atratividade com base na posse e na forma de aquisição de diferentes tipos de produtos.

Os pesquisadores responsáveis pela pesquisa são o professor Felipe Nalon Castro, do Departamento de Fisiologia e Comportamento do Centro de Biociências (CB/UFRN), e a aluna de Biomedicina Katharina Patrocinia da Silva.

“O motivo que nos leva a fazer esse estudo é a necessidade de compreensão sobre como a obtenção de determinados produtos e suas formas de obtenção podem influenciar o valor de mercado atribuído aos indivíduos, sob a perspectiva da psicologia evolucionista. O valor de mercado de um indivíduo é o quão interessante e desejável ele é para possíveis parceiros, no que a gente chama de mercado de acasalamento”, explica Katharina.

De acordo com Katharina, os desfechos da pesquisa podem ajudar no aprofundamento do conhecimento científico sobre a percepção da atração entre os seres humanos e a entender como os padrões de consumo podem interferir nessa percepção.

“Esse entendimento contribui para a compreensão dos fatores que  levam as pessoas a tomarem diferentes decisões frente às diferentes formas de consumo: os diferentes valores, como aquele produto foi obtido, o tipo de produto, entre outras”, esclarece a estudante.

O questionário tem como objetivo avaliar a própria percepção sobre a atratividade dos indivíduos que serão apresentados, além da percepção do respondente sobre status e dominância social.

As respostas serão anônimas e a identidade será preservada mesmo durante a divulgação dos resultados. Para participar da pesquisa basta acessar este link.

De acordo com os pesquisadores, como benefícios indiretos dessa pesquisa será possível agregar conhecimento científico para a área de estudos do comportamento humano, podendo utilizar os dados coletados em outros estudos relacionados ao tema. Em caso de dúvidas, pode-se entrar em contato por meio do WhatsApp (84) 99904-1008 ou pelo e-mail katharinapatrocinia@gmail.com.

Deu no Portal da UFRN

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista