Medicina 16/03/2020 06:01

Mapa mostra a presença do coronavírus no mundo

Desde que os primeiros casos começaram a ser reportados na China em dezembro, o coronavírus já infectou mais de 160.000 pessoas.

Desde que os primeiros casos começaram a ser reportados na China em dezembro, o coronavírus já infectou mais de 160.000 pessoas.

Nas últimas três semanas, o número de novos casos fora do território chinês vêm aumentando mais do que os casos no país onde o vírus começou — na China, o pior já parece ter passado e o número de casos segue estabilizado em pouco mais de 81.000 pessoas.

O espalhamento rápido do vírus fez a Organização Mundial de Saúde (OMS) classificá-lo como pandemia e levou a quedas de dois dígitos nas principais bolsas de valores — o índice brasileiro Ibovespa já caiu 30% desde o começo de 2020.

Em meio ao caos, governos começam a dar uma série de respostas para conter a crise. Para além de pacotes de estímulo econômico, como cortes de juros e planos de investimento e socorro a alguns setores afetados, uma série de países estabeleceu ordens para cancelamento de aglomerações, toque de recolher e fechamento ou maior controle de fronteiras.

Os cenários mais críticos estão na Itália e no Irã, que já têm mais de 21.000 e 13.000 casos confirmados, respectivamente. O número de mortes no mundo passa de 6.000 pessoas, com idosos e pacientes com doenças crônicas mais sujeitos a ter complicações por causa do coronavírus.

Deu em Exame

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista