Política 03/11/2017 11:14

O novo DEM quer ser o caminho para evitar os extremos

A legenda quer se apresentar como uma alternativa aos extremos. Na economia, defenderá as reformas e estimulará o empreendedorismo.

A legenda quer se apresentar como uma alternativa aos extremos.
Na economia, defenderá as reformas e estimulará o empreendedorismo.
A agenda social será guiada pela defesa da educação e terá como vitrine a reforma do ensino médio, conduzida pelo ministro Mendonça Filho (PE).
Com a preocupação crescente sobre segurança pública, o DEM defenderá o “cumprimento das leis com a proteção da vida e da sociedade, e não do bandido”.
A sigla discute a defesa da redução da maioridade penal para crimes hediondos.
Efraim Filho (PB), líder do DEM na Câmara, mostra o cartão visitas da nova cara da legenda: “Não tomamos tiro no peito da Lava Jato e, em vez de nos ocuparmos com dramas internos, conseguimos pensar o partido”.
Deu em Painel

Ricardo Rosado de Holanda



-

Descrição Jornalista