Sem categoria 05/06/2017 05:26

PGR indica que tem novas gravações contra o Presidente Temer

Gustavo Guedes, um dos advogados de Michel Temer, acusou Rodrigo Janot de tentar constranger o Tribunal Superior Eleitoral. "Temos indicativos de que virão movimentos e iniciativas de Janot às vésperas do julgamento do TSE na tentativa de constranger o tribunal a condenar o presidente. Nos preocupa muito o procurador-geral da República se valer de toda a estrutura que tem para tentar constranger um tribunal superior."

Gustavo Guedes, um dos advogados de Michel Temer, acusou Rodrigo Janot de tentar constranger o Tribunal Superior Eleitoral.
“Temos indicativos de que virão movimentos e iniciativas de Janot às vésperas do julgamento do TSE na tentativa de constranger o tribunal a condenar o presidente. Nos preocupa muito o procurador-geral da República se valer de toda a estrutura que tem para tentar constranger um tribunal superior.”
Os indicativos do constrangimento seriam o atraso no envio das perguntas pela Polícia Federal para o depoimento por escrito de Temer e as informações que chegaram ao Palácio do Planalto de que o Ministério Público Federal tem novas gravações contra o presidente a serem divulgadas nos próximos dias.
A Veja, na verdade, noticiou que a PGR guarda gravações inéditas em que Rodrigo Rocha Loures diz que a propina era para Temer.
“Essas gravações viriam a ser divulgadas entre hoje (domingo) e amanhã (segunda) na tentativa de constranger o TSE. Isso é um aparente armazenamento tático de gravações, ou seja, quando não se usa o material ao ter conhecimento dele, mas só quando há interesse em utilizá-lo.”
Já isso que faz a defesa de Temer é um discurso tático de constrangimento preventivo para evitar que Janot denuncie o presidente antes do julgamento da chapa e que os ministros do TSE – bem como o povo brasileiro – se deixem influenciar pelas revelações da PGR.
A semana promete.
Deu em O Antagonista

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista