Sem categoria 02/11/2013 08:34

Situação de Cláudia Regina é "irreversível", avalia advogado

Por fatorrrh_6w8z3t

imagescrDeu no Portalnoar
Por Ciro Marques
O Ministério Público Eleitoral (MPE) não foi o único responsável pelas várias denúncias de irregularidades ocorridas na eleição de Mossoró. O trabalho do advogado Marcos Araújo, da coligação encabeçada por Larissa Rosado, também foi fundamental para as seis cassações sofridas pela prefeita Cláudia Regina (DEM) e pelo vice, Wellington Filho (PMDB), até o momento. E, diante do “início” do julgamento dos recursos movidos pela prefeita no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o advogado cravou: “a situação de Cláudia Regina é irreversível”.
Isso porque, segundo o advogado, a prefeita de Mossoró não conseguirá reverter às condenações sofridas.
“Elementos e provas nós temos de sobra das irregularidades ocorridas em Mossoró. Por isso, acreditamos que o TRE deve caminhar para várias cassações de Cláudia Regina. Na verdade, é uma situação irreversível”, ressaltou o advogado.
Cassada seis vezes em dez meses de mandato, Cláudia Regina recorreu todas às vezes para o Tribunal Regional Eleitoral.
Contudo, até o momento, nenhum dos recursos foi julgado. O primeiro, nas mãos do juiz eleitoral Eduardo Guimarães, está previsto para ser julgado no dia 7 de novembro. É referente à primeira condenação sofrida pela dupla Cláudia Regina e Wellington Filho, em março.
“Na verdade, diante da situação, o TRE já podia ter tomado outra postura, porque essa demora no julgamento. (Cláudia Regina) Está se beneficiando da complacência, pode-se dizer assim, do Tribunal”, ressaltou Marcos Araújo. O primeiro recurso de Cláudia Regina e Wellington Filho no TRE está previsto para ser julgado no dia 7 de novembro e será relatado pelo juiz eleitoral Eduardo Guimarães.

Ricardo Rosado de Holanda


Descrição Jornalista